LINO BERTRAND

Print

Internet

Written by Lino Bertrand. Posted in MÍDIA

A Tribuna

A apropriação poética de um filme 06/2008 Dezessete artistas plásticos mostram a diversidade no olhar em obras que misturam elementos de diversas manifestações culturais...

 The Tribune

The appropriation of a poetic film 06/2008 Seventeen artists show diversity in the look in works that mix elements of several cultural events ...

 

Erick Tedesco

Música é arte. Pintura é arte. Dança também é considerada arte, assim como cinema. São todas manifestações culturais que se dão no âmbito artístico através da exteriorização de sentimento do indivíduo não a recebe passivamente, pois tem a necessidade de representá-las em um quadro, em uma coreografia, um poema ou todos ao mesmo tempo. Na exposição que será inaugurada hoje, às 17 horas, na Casa do Salgot Sabores & Sabores, as artes se misturam e pede ao observador a diversidade no olhar. São 17 artistas plásticos que constituem a exposição “Apropriação poética de um filme”.

Como explica Lídice Salgot, proprietária do estabelecimento cultural e também uma das artistas da mostra, cada um escolheu um filme, com total liberdade, para executar a sua obra. “Os motivos da escolha do filme foram subjetivos, desde emocionais a puramente estéticos. O mais importante era, e é, a apropriação poética e a diversidade do olhar”, revela.

Ela explica que a idéia de conceber arte a partir de um filme não significa que se trata de apontar o cinema como a expressão artística mais importante de todas. “No início do século passado, o cinema foi considerado como a sétima arte, somando-se às seis anteriores: música, dança, pintura, escultura, literatura e teatro.

Não há nisto nenhuma hierarquia, desnecessária porque todas as artes, de uma maneira ou de outra, são importantes na vida das pessoas e dos artistas”, fala. Entretanto, há sim, um referencial estético e importante no cinema capaz de instigar a imaginação das pessoas e, principalmente, no indivíduo considerado artista. “Quando ingressamos numa sala escura e somos cativados por imagens e sons mágicos, experimentamos inúmeras emoções que nos tocam a alma, expondo paixões, frustrações, desejos e inquietações”, aponta. Foi através dessa sensibilidade do cinema que nasceu a idéia da exposição. “Com as artes visuais acontece o mesmo, seja através da pintura, fotografia ou qualquer outra. Todas têm a excepcional capacidade de entreter, estimular a pensar e conceituar o íntimo do artista e do espectador”. Filmes clássicos, hollywoodianos, brasileiros e latinos serviram de inspiração para os artistas da mostra. São eles: Alzira Ballestero, Beth Betting, Cristina Libardi, Danilo Salvego, Eduardo Grosso, Gustano Torrezan e Luciana Camuzzo (com trabalho conjunto), Flávio Camargo, Lídice Salgot, Lino Bertrand, Manuel Guglielmo, Márcia Guibal, Marilu Trevisan, Natal Gonçalves, Patrícia Rebello, Rocco Caputo e Setsuko Katayama.

O filme escolhido por Alzira Ballestero foi “A lista de Schindler” (1993), produção de Steven Spielberg vencedora de Oscar. "Trato da perplexidade das pessoas ao se depararem com uma ameaça que surpreendentemente as protege e do paradoxo na defesa de ideais”, disse a artista sobre o sentimento que a conduziu na confecção da obra. Já Eduardo Grosso escolheu “Amadeus” (1984), de Milos Forman. “É tudo negro e cinza. Fazendo coro com a chuva que cai ouve-se o Réquiem, a última criação de Mozart", manifesta-se.

 

Music is art. Painting is art. Dance is also considered art, and cinema. They are all cultural events that take place in the artistic sense through the externalization of the individual does not receive it passively, as has the need to represent them in a frame in a dance, a poem or all at once. In the exhibition which opens today at 17 hours, the House of Flavors & Flavor Salgot, arts blend and asks the viewer to look at diversity. There are 17 artists that make up the exhibition "Ownership of a poetic film."

As explained Salgot Lidice, which owns the property and also a cultural show of artists, each chose a film with total freedom to perform his work. "The reasons for the choice of the film were subjective, emotional from the purely aesthetic. The most important was and is, ownership and diversity of poetic look, "he says.

She explains that the idea of ??conceiving art from a movie does not mean that it is pointing the film as the most important artistic expression of all. "At the beginning of last century, the film was considered the seventh art, adding to the six previous: music, dance, painting, sculpture, literature and theater.

There is no hierarchy in this unnecessary because all the arts in one way or another, are important in the lives of people and artists, "he says. However, there is rather an important aesthetic and referential film can stir people's imagination, and mainly seen in the individual artist. "When we enter a dark room and we are captivated by images and sounds magical experience many emotions that touch the soul, exposing passions, frustrations, desires and concerns," he says. It was through this sensitivity movie that was born the idea of ??the exhibition. "With the visual arts is the same, whether through painting, photography or whatever. All have the exceptional ability to entertain, stimulate thinking and conceptualizing the depths of the artist and the viewer. " Classic Movies, Hollywood, Brazilian and Latin were the inspiration for the artists of the show. They are: Alzira Ballestero, Beth Betting, Cristina Libardi, Danilo Salvego, Eduardo Grosso, Gustano Torrezan Camuzzo and Luciana (by working together), Flavio Camargo, Lidice Salgot, Lino Bertrand, Manuel Guglielmo, Marcia Guibal, Marilu Trevisan, Natal Gonçalves,Patricia Rebello, Rocco Caputo and Setsuko Katayama.

The film was chosen by Ballestero Alzira "Schindler's List" (1993), production of Steven Spielberg's Oscar winner. "I treat people the perplexity when faced with a threat that surprisingly protects and paradox in defense of ideals," said the artist on the sentiment that led to the making of the work. Have Grosso Eduardo chose "Amadeus" (1984), Milos Forman. "It's all black and gray. Echoing the falling rain listen to the Requiem, Mozart's latest creation," manifests itself.

 

Indica Pira 04/06/08

Exposição conta com a participação de 17 artistas de Piracicaba: Alzira Ballestero, Beth Betting, Cristina Libardi, Danilo Salvego, Eduardo Grosso, Gustano Torrezan e Luciana Camuzzo (com trabalho conjunto), Flávio Camargo, Lídice Salgot, Lino Bertrand, Manuel Guglielmo, Márcia Guibal, Marilu Trevisan, Natal Gonsalves, Patrícia Rebello, Rocco Caputo e Setsuko Katayama.

Release:

No início do século passado, o Cinema foi considerado como a 7ª Arte, somando-se às seis anteriores: Música, Dança, Pintura, Escultura, Literatura e Teatro. Não há nisto nenhuma hierarquia, desnecessária porque todas as artes, de uma maneira ou de outra, são importantes na vida das pessoas e dos artistas como forma de expressão.

Quando ingressamos numa sala escura e somos cativados por imagens e sons mágicos, experimentamos inúmeras emoções que nos tocam a alma, expondo paixões, frustrações, desejos e inquietações. Com as artes visuais acontece o mesmo, seja através da pintura, fotografia ou qualquer outra. Todas têem a excepcional capacidade de entreter, estimular a pensar e conceituar o íntimo do artista e do espectador. Da possibilidade de misturar o olhar do cinema com o das artes visuais é que surgiu a idéia de convidar 17 artistas para uma "tarefa" poética: cada um escolheria um filme, com total liberdade, para executar a sua obra. Os motivos da escolha do filme foram subjetivos, desde emocionais a puramente estáticos. O mais importante era - e é - a apropriação poética e a diversidade do olhar.

Total de obras expostas: 16.

Artistas convidados, filme escolhido e a obra:

Lino Bertrand

Filme: O Último Samurai (2003)

Direção: Edward Zwick

"A história se passa no Japão durante o Império Meiji. Honra, Coragem, Respeito, Amizade, Perfeição, são mais do que palavras. Idéias para quem tem ouvidos para ouvir".

Casa do Salgot Sabores & Saberes convida para abertura da Exposição Apropriação Poética de um Filme.

Abertura: 7 de junho.

Fonte: CASA DO SALGOT SABORES & SABERES

 

Exhibition with the participation of 17 artists from Piracicaba: Alzira Ballestero, Beth Betting, Cristina Libardi, Danilo Salvego, Eduardo Grosso, Gustano Torrezan Camuzzo and Luciana (by working together), Flavio Camargo, Lidice Salgot, Lino Bertrand, Manuel Guglielmo, Marcia Guibal, Marilu Trevisan, Christmas Gonsalves, Patricia Rebello, Rocco Caputo and Setsuko Katayama.

Release:

At the beginning of last century, the film was considered as the 7th art, adding to the six previous: Music, Dance, Painting, Sculpture, Literature and Theatre. There is no hierarchy in this unnecessary because all the arts in one way or another, are important in people's lives and artists as a form of expression.

When we enter a dark room and we are captivated by images and sounds magical experience many emotions that touch the soul, exposing passions, frustrations, desires and concerns. With the visual arts is the same, whether through painting, photography or whatever. All teem the exceptional ability to entertain, stimulate thinking and conceptualizing the inner artist and viewer. The possibility of mixing the look of the film with the visual arts is that the idea of ??inviting 17 artists to a "task" of poetry: each pick a movie, with full freedom to perform his work. The reasons for the choice of the film were subjective, from the purely emotional static. The most important thing was - and is - ownership and diversity of poetic look.

Total works displayed: 16.

Guest artists, film chosen and the work:

Lino Bertrand

Movie: The Last Samurai (2003)

Director: Edward Zwick

"The story takes place in Japan during the Meiji Empire. Honor, Courage, Respect, Friendship, Perfection, are more than words. Ideas for those who have ears to hear."

House of Flavors & Knowledge Salgot calls for the opening of the Exhibition Poetic Appropriation of a movie.

Open: June 7.

Source: HOUSE OF FLAVORS & KNOWLEDGE SALGOT


VIA FACEBOOK

SIGA, COMPARTILHE, CURTA E ASSINE:

   

   

 Locations of visitors to this page